Notícias

Tornozeleiras ajudam a monitorar presos no estado de São Paulo
G1 - Jornal Nacional (Globo.com) - 08/01/2011

O governo de São Paulo testou o uso de tornozeleiras eletrônicas em presos que tiveram o benefício da saída temporária no fim de ano. O objetivo é reduzir o número dos que não voltam para os presídios.

Eles saíram da cadeia pela porta da frente e até agora não voltaram. Dos 23 mil que foram liberados no estado de São Paulo, 1,6 mil desapareceram.

“Evidentemente que não era o que nós esperávamos. Esse número foi muito além do esperado por nós”, diz o promotor de Justiça Marcelo Orlando Mendes.

O número assusta, mas poderia ser menor. Pela primeira vez, foram colocadas tornozeleiras eletrônicas para monitorar cada passo dos presos. O problema é que nem todos receberam o equipamento.

O sistema ainda está sendo implantado, mas já deu resultado. O índice geral de presos que não voltaram para a cadeia ficou em 7,1%. Entre os 3.944 que usavam a tornozeleira foi de 5,7%. Ou seja, se todos fossem monitorados, e a média se mantivesse a mesma, neste momento, haveria 340 criminosos a menos nas ruas de São Paulo.

“O preso que é beneficiado com a saída temporária e não retorna ao estabelecimento penitenciário é considerado foragido. Ele perde o beneficio do regime semiaberto, vai para o regime fechado e não tem mais direito à saída temporária”, explica o promotor.

Fonte: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2011/01/tornozeleiras-ajudam-monitorar-presos-no-estado-de-sao-paulo.html


Voltar